Portal RN Notícia
Aqui você fica bem informado

Sassá exige que vereador pastor se retrate por chamar Lula de ‘ladrão’

Sassá chamou atenção para o teto de vidro do vereador pastor Marcel Alexandre e questionou porque ele não se indignou com as acusações de pedidos de propina por pastores.

Depois que o vereador Marcel Alexandre (sem partido) chamou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “ladrão” ao comentar manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) no festival de LollaPalooza, o vereador Sassá da Construção Civil (PT) exigiu que Marcel peça desculpa e se retrate da declaração.
“Quero que o nosso amigo, vossa excelência Marcel, peça desculpa ao líder do Partido dos Trabalhadores por ter chamado uma pessoa inocente de ladrão, porque ele foi julgado e inocentado”, exigiu.

Revoltado com a afirmação de Marcel Alexandre, Sassá lembrou o escândalo mais recente do governo Bolsonaro em que um grupo de pastores, supostamente, destinava verbas oriundas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para prefeitos mediante pedidos de propina.

“Agora ele não fala do pastor, ministro da Educação distribuindo dinheiro para alguns pastores. Isso ele não fala, por que ele não fala. Tem vergonha? Tenho grande carinho e respeito pela classe evangélica, mas jamais vou acusar os pastores. Mas enquanto não for provado não pode chamar o rapaz de ladrão, porque ele está sendo acusado”, criticou.

O discurso de Sassá da Construção foi o último da sessão plenária da Câmara Municipal de Manaus (CMM) desta segunda-feira (28). Marcel Alexandre, que é pastor evangélico da Ministério Internacional da Restauração (Mir), não pediu aparte para responder a Sassá.

Texto: Jefferson Ramos