Portal RN Notícia
Aqui você fica bem informado

Governo do Estado promove ‘Dia D do Saeb’ em escolas da rede estadual

Prova nacional inicia no dia 22 de novembro no Amazonas, avaliando a qualidade do ensino básico

Cumprindo etapa de preparação de alunos da rede pública de ensino para a prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto realizou, nesta quinta-feira (11/11), o “Dia D para o Saeb” em 648 escolas. Na capital e interior do Amazonas, as avaliações iniciam no dia 22 de novembro.

O Saeb será a primeira avaliação nacional que os alunos amazonenses realizarão depois do início da pandemia. O resultado das provas reflete os níveis de aprendizagem de alunos dos 5º e 9º ano dos Ensinos Fundamentais I e II, além da 3ª série do Ensino Médio. Mais de 113 mil estudantes do Amazonas participarão da avaliação, e cabe ao Governo do Estado a preparação, mobilização e auxílio para os dias de aplicação.

“É exatamente aí que vai ser medido o índice de aprendizado dos nossos alunos, no que diz respeito às avaliações de Língua Portuguesa e Matemática. Para isso a Secretaria de Educação tem se empenhado bastante em todos os aspectos para que realmente os nossos alunos estejam preparados através de vários simulados”, destacou Arlete Mendonça, secretária executiva adjunta da capital da Secretaria de Educação.

Estimulada a alcançar os melhores resultados no Saeb, a estudante do 5º ano da Escola Estadual Benício Leão, bairro Japiim, zona sul de Manaus, Letícya Oliveira, de 11 anos, é uma das alunas que farão a prova. Letícya conta que participou de um simulado interno da escola e ganhou uma medalha pelo ótimo desempenho.

“Para mim é muito legal. É um incentivo pra gente estudar mais, para ganhar, por que quem não quer ganhar, não é? A professora incentiva muito a gente com isso e pra mim foi muito legal”, disse ela, orgulhosa do resultado.

Dia D – No “Dia D do Saeb”, é dada ênfase à importância da participação de toda a comunidade escolar. Em todas as unidades de ensino da capital e do interior, pais e mães foram convidados para entender qual o objetivo da prova e a importância do envolvimento de todos para o desenvolvimento do aluno.

A gestora da Escola Estadual Benício Leão, Ádila Marta, explicou que a escola vem reforçando projetos internos com apoio de materiais desenvolvidos pela Secretaria de Educação, como as coleções “Avalia Brasil”, “Aprova Brasil” e “Acerta Mais Enem”, além das aulas do Programa Hora do Saeb e do projeto Contraturno Digital, ligado ao Educa+Amazonas. Ela afirma que o trabalho é intenso, mas toda a equipe está empenhada.

“A escola está a todo vapor e é uma grande responsabilidade, com certeza, mas é importante porque a gente precisa mesmo saber como eles retornaram desse ensino remoto, então temos focado bastante para que os resultados sejam positivos”.

Mãe de duas crianças que estudam na escola, a vendedora Jéssica Brandão, 30, participou do “Dia D do Saeb” e uma delas, Maria Luísa Brandão, de 10 anos, também fará a avaliação. Com o trabalho realizado pelo Governo do Estado, a mãe afirma que se sente mais segura para participar do aprendizado da filha.

“A minha filha é criança, é um bebê pra sempre, mas vendo esse desenvolvimento dela na escola, a escola trabalhando com isso, fazendo essas avaliações que a gente fala assim, ‘Meu Deus, eu passei por isso mas não lembro de nada”, vejo que a escola está junto com a gente. Ajuda a gente a ensinar as crianças e aprende junto, e isso é maravilhoso”.

Saeb – O Saeb reflete os níveis de aprendizagem demonstrados pelos estudantes avaliados, explicando esses resultados a partir de uma série de informações contextuais. O resultado da avaliação é um indicativo da qualidade do ensino e oferece subsídios para a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas educacionais com base em evidências.

As médias de desempenho dos estudantes, apuradas no Saeb, juntamente com as taxas de aprovação, reprovação e abandono, apuradas no Censo Escolar, compõem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

FOTO: Arthur Castro/Secom