Portal RN Notícia
Aqui você fica bem informado

Governo do Amazonas se prepara para inaugurar o Parque das Araras, no Centro da cidade

São 15 mil metros quadrados, entre as avenidas Leonardo Malcher e Tarumã, na zona sul, como parte das obras do Prosamin+

As obras do Parque das Araras já estão avançadas e o Governo do Amazonas prevê a entrega do espaço para a população ainda neste primeiro semestre de 2022. O novo parque do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+) se estende entre as avenidas Leonardo Malcher e Tarumã, na zona sul, integrando um conjunto de intervenções que estão sendo feitas pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), no leito do Igarapé do Mestre Chico.

Com área de quase 15 mil metros quadrados, o novo parque vai beneficiar os moradores dos bairros da zona sul com espaço para prática esportiva, convívio social e áreas verdes, oferecendo mais lazer e bem-estar para a comunidade do entorno e para a população de Manaus.

A intervenção no trecho prevê, ainda, obras de macro e microdrenagem e mais de 995 metros de novas redes de esgoto sanitário. Também estão sendo construídas praças, academias ao ar livre, quadras multiuso e playground infantil, e será realizada a reposição da flora, plantio de mudas e paisagismo na área.

De acordo com o coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo, o novo parque estava previsto no Prosamin I, realizado em gestões passadas, mas não foi executado. “O governador Wilson Lima, ao assumir, determinou que a obra fosse realizada, de forma a cumprir com todos os compromissos acertados com a comunidade e com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), ainda que não fossem da sua administração”, relatou.

Segundo Campêlo, o parque também tem um significado ímpar para Manaus, por buscar o equilíbrio ambiental em uma área urbana de grande movimento, bem no Centro de Manaus. “Nessa obra, o projeto de engenharia fez de tudo para preservar uma árvore que é refúgio de um casal de araras, o que dá nome ao parque”, conta.

Outra particularidade do projeto, conforme explica Marcellus Campêlo, é que as moradias que circundam o parque terão portões de passagem para o local, aumentando o bem-estar social da comunidade. “É um projeto que já nasce com a concepção do Prosamin+, que tem uma pegada socioambiental mais forte e mais alinhada às políticas de ESG, cujo conceito envolve o comprometimento com as práticas ambientais, sociais e de governança, e aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU)”, explicou.

Atualmente, está sendo realizada a construção das entradas e acessos ao parque, com a instalação de rampas e escadas, e o preparo do solo para a implantação de grama.

Obras complementares – O Parque das Araras integra um conjunto de obras complementares que a atual gestão do Governo do Amazonas realiza em trechos dos Igarapés do 40 e Mestre Chico, não contempladas em fases anteriores do Prosamin. Um exemplo, nesse sentido, é a ligação viária entre as ruas Silves e Maués, que deveria ter sido feita pelo Prosamin II, também de gestão passada. Dessas áreas, já foram reassentadas cerca de 6 mil pessoas, desde 2019, quando assumiu o atual governo.

FOTO: Tiago Corrêa/UGPE