Portal RN Notícia
Aqui você fica bem informado

Com guia educacional, Governo do Estado lança campanha de prevenção e combate ao câncer do colo de útero

Fruto de dissertação de mestrado, publicação é voltada a estudantes dos ensinos Médio e Fundamental

Neste ano, o Movimento Estadual Março Lilás, lançado pela Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), contará com um importante aliado no combate ao câncer do colo de útero: um guia educativo voltado a estudantes dos ensinos Fundamental e Médio da rede pública. A novidade foi anunciada, na manhã desta quinta-feira (03/03), durante o lançamento da campanha de prevenção.

Intitulada “O guia: diga sim à vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV) – para meninos e meninas”, a cartilha é fruto da dissertação de mestrado profissional em Enfermagem em Saúde Pública, pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), da enfermeira oncologista da FCecon, Marília Muniz. No folheto, que também conta com versão digital e em espanhol, os alunos encontrarão informações sobre o contágio do HPV e a relação do vírus com o câncer de colo uterino.

De acordo com Marília, a prevenção e o combate à doença se iniciam principalmente nas escolas, por isso a criação do guia.

“A cartilha é voltada para meninos, de 11 a 14 anos, e meninas, de 9 a 14 anos, que são justamente o público-alvo da vacina [contra HPV]. Ela vem para desmistificar algumas dúvidas que os pais têm em relação a esse vírus, que é sexualmente transmissível, e as crianças precisam tomar todas as doses da vacina antes mesmo de iniciar suas atividades sexuais. Temos observado que, desde que [a vacina] foi implantada, em 2013, o Amazonas saiu à frente dos demais estados, mas, mesmo assim, nós não conseguimos atingir a meta de vacinação nem de meninos nem de meninas”, justificou a enfermeira oncologista.

Infecções persistentes do vírus não tratadas no colo do útero evoluem para câncer, que, somente neste ano, deverá afetar 700 mulheres no Amazonas, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), ligado ao Ministério da Saúde. Segundo o diretor-presidente da FCecon, médico mastologista Gerson Mourão, são números altos para um câncer prevenível com vacina e cirurgia simples, a conização.

“Nós temos uma previsão de 700 casos, e o pior, câncer avançado, em que a cirurgia que poderia salvá-la não vai salvar. Nós temos de lançar mão de radioterapia e quimioterapia, com gasto anual em torno de R$ 20 milhões, e é exatamente essa a mensagem que estamos dando neste momento, de tentar ‘virar a chave’. A primeira virada vai ser com essa cartilha”, afirmou Gerson Mourão.

Parceria – Mediante parceria com a Prefeitura de Manaus, por meio das secretarias municipais de Educação e Saúde, a cartilha educacional será reproduzida e distribuída a professores de Ciências da rede municipal, para ser trabalhada com os estudantes.

O desenvolvimento do guia ilustrado também conta com o apoio do Governo do Amazonas, SES-AM, FCecon, Rede Feminina de Combate ao Câncer do Amazonas (RFCC-AM) e Liga Amazonense Contra o Câncer (Lacc).

Campanha – O Março Lilás alerta a população sobre a prevenção ao câncer do colo do útero, doença que pode ser evitada com a vacina contra o HPV. Neste ano, a iniciativa tem como tema “É tempo de cuidar”.

O movimento também conscientiza as mulheres sobre a realização periódica do exame preventivo, o Papanicolau, que deve ser feito mesmo se a mulher não estiver apresentando nenhum sintoma ginecológico. Por meio deste exame, são descobertas as lesões pré-malignas, que vêm antes do câncer.

Centro de referência – Ainda nesta quinta-feira, foi anunciada a construção do Centro Avançado de Prevenção do Câncer Colo do Útero do Amazonas (Cepcolu), anexo da FCecon que será exclusivo para tratamento ambulatorial de lesões pré-cancerosas do colo uterino. Com investimento de R$ 2,5 milhões, a obra deverá ser entregue neste ano.

FOTO: Roberto Carlos/Secom